quinta-feira, 31 de maio de 2012

Coordenador Nordeste da Pastoral Carcerária visita equipe de Alagoas

Na sexta-feira 25 e sábado 26 de maio, o coordenador da Pastoral Carcerária da Macrorregião Nordeste, Carlos Antonio de Magalhães - Magal, esteve em visita ao Estado de Alagoas, para interagir com a equipe da Pastoral Carcerária local. 
Foi realizada uma reunião na casa de Francisco Torres e Maria Helena, com a presença do coordenador arquidiocesano padre Edivan Bernardino e agentes de pastoral que atuam nas unidades penitenciárias alagoanas, onde Magal fez uma série perguntas visando obter um diagnóstico da atuação da Pastoral Carcerária, que no momento trabalha apenas no âmbito da Arquidiocese de Maceió, onde estão concentradas sete unidades. 
No momento não há equipe atuando no interior do Estado, embora exista um presídio na cidade de Arapiraca, no âmbito da Diocese de Penedo, onde já se buscou, sem êxito, a sensibilização da comunidade local para retomada dos trabalhos de evangelização, interrompido há alguns anos.


Foi destacado que o quantitativo de agentes de pastoral em Alagoas não é suficiente para a realização de visitas semanais a todas as unidades localizadas na Arquidiocese de Maceió, havendo necessidade de motivação e promoção de cursos básicos para formação de novos agentes, bem como ainda não foi efetivada a experiência da metodologia "Formação Cristã nos Cárceres", objetivos definidos dentre outros nos últimos encontros nacionais. 
Magal destacou ainda a busca do cumprimento da Resolução nº 8, de 9 de novembro de 2011, do CNPCP - Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que dispõe sobre as diretrizes para assistência religiosa nas unidades prisionais, visando o respeito legal ao trabalho pastoral.




No sábado à tarde toda a equipe se fez presente no Presídio Feminino Santa Luzia, quando foi posto em prática por Magal o subsídio "O rosto materno de Deus", primeiro do conjunto de temas elaborado pela equipe de formação bíblica nacional. 
Ao final, o coordenador da Macrorregião Nordeste se colocou à disposição de toda a equipe local para ajudá-los a vencer as dificuldades e romper as barreiras do sistema prisional, que existem não só em Alagoas, mas em qualquer lugar onde a Pastoral Carcerária está presente.


terça-feira, 29 de maio de 2012

Pastoral Carcerária realiza celebrações de Páscoa em presídios de Sergipe

Na tarde da terça-feira (22/05) e na manhã da quinta-feira (24/05) a Pastoral Carcerária de Sergipe organizou as celebrações de Páscoa na Cadeia Territorial de N. S. do Socorro - SE e no COPEMCAN - Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto, Pavilhão 2, em São Cristóvão - SE, presididas pelos padres José Farias Santos e Willians Oliveira Lima, respectivamente. A participação dos internos foi marcante, com alegria e atenção aos ritos das celebrações. Veja abaixo fotos em cada unidade.

Cadeia Territorial de N. S. do Socorro - SE





COPEMCAN - Pavilhão 2, São Cristóvão - SE



terça-feira, 22 de maio de 2012

Conselho da Comunidade entrega certificados de conclusão de curso para egressos

No final da tarde da segunda-feira 21 de maio, o Conselho da Comunidade na Execução Penal de Sergipe, CCEP-SE, entregou os certificados de conclusão de curso da turma de pedreiro polivalente, ministrada pelo SENAI para egressos do sistema penitenciário e familiares. Os certificados foram entregues na sede da Associação Comercial de Sergipe pelo presidente do CCEP-SE Raimundo Sousa, pelo vice-presidente Carlos Antonio de Magalhães - Magal e pela assessora Clenilde Alferes.


Os dois conselheiros falaram sobre a importância da conclusão do curso com um bom aproveitamento para a reinserção no mercado de trabalho como empregado ou autônomo. Na oportunidade foram distribuidos kits com acessórios para utilização na atividade de pedreiro. O curso foi realizado graças a um projeto de profissionalização para egressos  de iniciativa do Conselho da Comunidade em parceria com o SENAI.


quarta-feira, 16 de maio de 2012

Conselho da Comunidade de Sergipe inspeciona presídio após rebelião

Na tarde da segunda-feira 14 de maio, o Conselho da Comunidade na Execução Penal de Sergipe - CCEP/SE, juntamente com a Defensoria Pública do Estado de Sergipe, inspecionou o Complexo Penitenciário Advogado Antonio Jacinto Filho - COMPAJAF, localizado no Bairro Santa Maria, Aracaju - SE, com o objetivo de verificar o progresso dos trabalhos de restauração da unidade e a situação emergencial de encarceramento dos internos, decorridas quatro semanas do final da rebelião ocorrida nos dias 15 e 16 de abril deste ano.


Após uma entrevista com a direção, que apresentou  dados e fotos da precária situação da unidade, como resultado da rebelião, e as medidas tomadas para a recuperação das instalações, os conselheiros e o defensor percorreram os diversos ambientes da unidade, constatando os danos e as ações emergenciais de reparação, visando cumprir um cronograma ajustado com o juiz da execução penal, em especial para a reativação dos pavilhões e as visitas dos advogados e familiares. 


Nestas quatro semanas foram retirados entulhos, reparado e reativado um pavilhão, um segundo está em fase de conclusão dos serviços (foto acima), e o terceiro abriga precariamente parte dos internos. A cozinha e a lavanderia já estavam funcionando dentro da normalidade e a  sala de convivência com familiares estava sendo preparada para a retomada das visitas (foto abaixo).


Os ambientes onde funcionavam as assistências à saúde, juridica e educacional, entre outros, estão aguardando as reformas para a regularização dos serviços. Dois internos convidados aleatoriamente foram entrevistados pelos conselheiros, que responderam ao questionário do CCEP, cujo conteúdo será anexado ao relatório da inspeção que será encaminhado ao juiz da execução penal de Sergipe, Dr. Hélio Mesquita. 

Participaram da visita pelo CCEP/SE os conselheiros José Raimundo Sousa - presidente (Associação Comercial), Carlos Antonio de Magalhães - Magal (Pastoral Carcerária), Agnaldo Teixeira Carvalho Sales (Federação Espírita), Rosenice Figueiredo Machado (OAB) e Givaldo Hipólito Dantas (Associação de Cooperação Agrícola), e pela Defensoria Pública o defensor Anderson Amorim Minas.    

Dilma instala Comissão da Verdade e diz que não haverá ressentimento, ódio nem perdão

Mauricio Savarese
Do UOL, em Brasília

Em um ato que reuniu ex-presidentes da República e os mandatários STF (Supremo Tribunal Federal), da Câmara dos Deputados e do Senado, a presidente Dilma Rousseff (PT) instalou, nesta quarta-feira (16), a Comissão da Verdade, que passará os próximos dois anos apurando violações aos direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, período que inclui a ditadura militar. "A comissão não abriga ressentimento, ódio nem perdão. Ela só é o contrário do esquecimento", disse a presidente, que chorou durante o ato ao citar familiares de desaparecidos entre 1964 e 1985, período que durou a ditadura.

Veja a matéria completa no endereço UOL:

terça-feira, 8 de maio de 2012

terça-feira, 1 de maio de 2012

Ministra Maria do Rosário fala sobre a situação carcerária no Brasil

Durante o Encontro Nacional de Setoriais vinculados à SNMP - PT, Secretaria Nacional de Movimentos Populares do Partido dos Trabalhadores, que aconteceu em Brasília nos dias 28 e 29 de abril, a Ministra Maria do Rosário deu entrevista para este blog comentando sobre alternativas para reduzir a superpopulação carcerária no Brasil, bem como a necessidade de se adotar mecanismos eficazes de combate a tortura no sistema prisional, conforme vídeo a seguir:

video

No encontro, que reuniu cerca de 1000 delegados estaduais distribuidos nos 14 setoriais existentes na SNMP - PT, foi eleito como secretário do Setorial Nacional de Direitos Humanos do partido o companheiro Carlos Antonio de Magalhães - Magal, coordenador da Pastoral Carcerária do Nordeste, juntamente com outros dois companheiros que dividirão os próximos 4 anos em três etapas, fruto de um processo de negociação entre os 50 delegados de DH presentes, visando o fortalecimento da unidade no Setorial na busca da discussão e conscientização da temática dentro e fora do Partido, objetivando a implementação de políticas públicas governamentais. A delegação de Sergipe foi representada por Magal, Otacílio Cerqueira, Clenilde Alferes e Lídia Anjos.


Delegação de Sergipe e a ministra: Lídia Anjos, Magal, Maria do Rosário, Otacílio Cerqueira e Clenilde Alferes