quinta-feira, 26 de julho de 2012

Pastoral Carcerária de Sergipe presente no dia do Trabalhador Rural

25 de julho - dia do Trabalhador Rural. 
O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, realizou nesta data sua já tradicional marcha para cobrar maior celeridade na reforma agrária no Brasil, em especial no Estado. Além disso, outras demandas foram levantadas, como a construção do Campus da Universidade Federal de Sergipe – UFS no sertão, maiores investimentos públicos nas áreas de moradia, educação e saúde que beneficiem os assentados e acampados, e um novo tipo de crédito para o pequeno agricultor, de forma que esse não se endivide para produzir.
Esmeraldo Leal, dirigente estadual do MST, nos conta que as mobilizações nessa data acontecem desde 1985 e que nos últimos 5 anos a marcha dos camponeses no dia 25 de julho cresceu devido à auto-organização dos trabalhadores, que realizam atividades financeiras para viabilizar a marcha. Com isso, o MST conseguiu neste ano realizar o maior ato de sua história no estado, com mais de 20 mil pessoas.
















 No centro da foto, Magal, coordenador da Pastoral Carcerária do Nordeste, ao lado de Esmeraldo (esquerda, com a camisa do MST) e do deputado estadual João Daniel (direita), líder do Movimento em Sergipe.

terça-feira, 10 de julho de 2012

4 de Julho - Dia do Agente Prisional de Sergipe

Foi realizada na quarta-feira 04 de julho, pelo segundo ano consecutivo, a comemoração do "Dia do Agente de Segurança Prisional de Sergipe", data instituida por lei e que faz parte do calendário oficial do Estado. 


O evento ocorreu na Escola de Gestão Penitenciária de Sergipe – EGESP, e contou com a presença de autoridades e convidados, entre elas o Major Edênisson, comandante da Guarda Municipal de Aracaju - SE, o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da SEJUC de Sergipe - SINDPEN, Iran Alves da Silva, o presidente da Associação de Servidores do Sistema Penitenciário do Estado de Sergipe – ASSIPES, Edilson Santos Souza, bem como os representantes da Pastoral Carcerária, Rita, Zilda, Ana França, Bernadete, e Carlos Antônio de Magalhães - Magal, coordenador da Pastoral Carcerária do Nordeste.

 A comemoração foi iniciada com a Celebração da Palavra, presidida pelo diácono representante da Polícia Militar, sendo seguida de uma singela cerimônia, onde foi franqueada a palavra aos representantes das entidades presentes, que enalteceram a importância da data, como evento para lembrar as lutas, reivindicações e desafios da categoria. A Pastoral Carcerária parabenizou os agentes e se colocou como parceira na defesa de melhorias para todo o sistema prisional, como já vem fazendo nos últimos anos. Por sua vez, o presidente do SINDPEN reconheceu e enalteceu o papel especial da Pastoral Carcerária, inclusive na valorização da imagem do agente prisional sergipano em nível nacional.


Durante o almoço de confraternização foi exibido o vídeo da "Audiência Pública sobre o Sistema Penitenciário", ocorrida em outubro de 2011, na Assembléia Legislativa de Sergipe e que contou com a presença de personalidades locais e nacionais estudiosas do tema. Em seguida foram realizadas homenagens, sendo conferido o "Certificado de Honra ao Mérito" a Carlos Antônio de Magalhães, o Magal da Pastoral, pelos seus esforços em tornar o sistema prisional sergipano mais justo, humano e ressocializador.
Veja abaixo as entrevistas com Iran Alves, presidente do SINDPEN, ressaltando a importância da data comemorativa, e com Edilson Souza, presidente da ASSIPES, falando sobre a situação atual do agente prisional sergipano.

video


video

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Conselho da Comunidade na Execução Penal de Sergipe - reunião de trabalho e confraternização junina












Na última quinta-feira, 28 de junho, os membros do Conselho da Comunidade Na Execução Penal de Sergipe participaram, nas instalações do SEBRAE - Aracaju, de mais uma reunião a fim de debaterem questões candentes à reinserção dos egressos do sistema penal em Sergipe.
A reunião contou com a participação do presidente do Conselho, Raimundo de Sousa, do vice-presidente Carlos Antônio de Magalhães, o Magal da Pastoral, e de demais conselheiros que debateram temas como: a falta de estrutura na enfermaria do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto - COPEMCAN, a situação no curso de pedreiro polivalente como também determinaram o calendário de visitas aos presídios do interior e da capital do estado.
  

Raimundo de Sousa comentou que as ações do CCEP devem repercutir ainda mais na sociedade futuramente. "O Conselho ainda é muito novo no estado e algumas dificuldades encontradas são devido a isso. Muitas vezes é preciso pedir ajuda para a compra de vale-transporte e cestas básicas para os egressos e familiares que estão frequentando as aulas de cursos como o de pedreiro polivente, ofertados pelo CCEP em parceria com o SENAI. Estamos lutando para alcançar nossos abjetivos", conclui Raimundo.
O defensor público Anderson Amorim, também falou sobre a importância do Conselho, ressaltando que: "É importante romper o preconceito que a sociedade tem para com o presidiário, achando que o mesmo deve sofrer. Por isso é necessário um trabalho de conscientização e investimento sobre a questão para que haja menos reincidência criminal e mais reinserção do egresso na sociedade.
Ao final da reunião foi realizada uma confraternização junina, comemorando o aniversário de Magal, que na data completou seus 59 anos de vida.